Arco de Constantino

O Arco do Triunfo, em Paris, provavelmente o arco mais famoso do mundo, foi inspirado nos antigos arcos romanos. Atualmente ainda existem quatro deles em Roma, e três deles são triunfais: o Arco de Constantino, o Arco de Tito, o Arco de Septímio Severo e o Arco de Giano, não triunfal.

Arco_de_constantino_y_coliseo-roma

Um arco triunfal é uma estrutura monumental no formato de um arco com uma ou mais passagens, geralmente projetado para ter a largura de uma estrada ou de uma rua. Em sua forma mais simples, consiste de dois poderosos pilares sustentando um arco, coroado por um ático no qual estátuas ou inscrições monumentais podem estar instaladas. A estrutura principal é geralmente decorada com esculturas, relevos e dedicatórias.

O Arco de Constantino foi totalmente esculpido narrando os gestos heróicos da vitória de Constantino I contra Maxêncio na batalha da Ponte Mílvia, em 312 d.C. Nessa época o império romano estava dividido. Maxêncio era o imperador de Roma, e Constantino I o imperador da Gália, Bretanha e Hispânia. Ele foi inaugurado oficialmente em 25 de julho de 315.

A construção tem três fórnices, ou seja, três arcos menores em forma de porta. Ele possui 21 metros de altura, 25,70m de largura e 7,40m de profundidade. O arco ainda é um pouco eclético porque reúne peças de outros monumentos romanos antigos, fazendo alusão a outros grandes vencedores: Trajano, Marco Aurélio e Adriano