Casa da Amazona

A proximidade com a realização dos primeiros jogos Olímpicos em solo brasileiro contagiou as arquitetas Náira Sá e Andréia Spessatto durante a criação do ambiente da dupla para a Mostra Bela Arte. Para registrar esse momento histórico, elas se inspiraram em um dos esportes mais estilosos dentre todas as modalidades: o hipismo, criando assim a Casa da Amazona.  

A mensagem é transmitida logo na vitrine da loja, que ganha uma intervenção lúdica com chapéus flutuantes. Um pórtico no início do ambiente direciona o visitante para o estar principal, que ganha imponência com a presença de um sofá verde musgo e do lustre na cor preta. “Optamos por cores neutras e escuras como preto, o verde escuro e o cinza. Tons que transmitem muita sofisticação”, explicam.

A sala íntima traz uma escrivaninha assinada pelo designer Ronald Scliar Sasson, a cadeiras e duas poltronas são do designer Jader Almeida, que estão acomodadas sobre o tapete Blum da linha Tuft, da Santa Mônica. Já no quarto, foi feita a opção pelo estilo clássico, combinado com mobiliários contemporâneos. A cama com dossel foi uma escolha proposital, para conferir ares atemporais ao ambiente.

A varanda ganhou um revestimento todo especial ao receber um papel de parede personalizado da Orlean. Os elementos decorativos do ambiente recebem destaque pelos pontos de luz  pela iluminação em trilho.