FAZENDA VAGAFOGO

Goiás é uma terra com diversas opções de ecoturismo. Próximo à Goiânia, Pirenópolis é um município que abriga inúmeras alternativas de lazer ligadas à natureza. A proximidade com a capital goiana transforma a pequena cidade num tipo de refúgio para os finais de semana. O Santuário de Vida Silvestre Vagafogo, uma fazenda nos arredores da cidade, foi comprado em 1975 por Evandro Ayer e Catarina Schiffer. Até então mochileiros, eles se conheceram numa viagem na Bélgica. Ele era de Alfenas, interior de Minas Gerais, e ela de São Paulo. Depois de um período em Brasília, onde trabalharam com produção de alimentos, vendendo inclusive na Feira Hippie, conseguiram fazer um pé de meia e comprar a propriedade.
Desde o início, o casal teve a preocupação com a preservação e sustentabilidade de Vagafogo. Nos anos 90, devido ao crescente turismo da região, resolveram transformar a fazenda num santuário, e para tanto foram em busca de parcerias. Por intermédio da Fundação Pró-Natureza (Funatura), organização não-governamental de utilidade pública e sem fins lucrativos, a fazenda foi registrada como Reserva Particular do Patrimônio Natural, chegando a quase metade do total de sua área, tornando-se a primeira reserva do estado de Goiás. A Embaixada Britânica, outra grande parceria do Santuário, forneceu recursos para a construção do Centro de Visitantes, que foi implementado com ajuda da Fundação O Boticário de Proteção à Natureza, entidade responsável também pela construção da Trilha Interpretativa Mãe-da-Floresta, uma das atrações da fazenda. Na inauguração do estabelecimento, a família real foi recepcionada no local.
Hoje, além das diversas opções de ecoturismo – arvorismo (25 metros de altura feito nas copas das árvores), rapel (20 metros de altura de um Jatobá centenário), pêndulos (executados em vãos de 10 metros), tirolesas (com uma vista incomparável) e as trilhas, com percurso sob as copas das árvores centenárias da mata ciliar – o Santuário é muito conhecido por outra de suas veias, o brunch. O combo de café da manhã e almoço foi desenvolvido a partir da produção sustentável de frutas do cerrado e criação de itens como geléias, chutneys, pães, frutas desidratadas e cristalizadas, tomates secos, biscoitos, lácteos e muito mais, sendo aproximadamente 45 opções. A dica é de extrema valia para quem busca opções de passeio tranquilo e em contato com a natureza!