Leo Romano + Hunter Douglas na Casa Cor SP

Único profissional do Centro-Oeste a integrar o time de arquitetos, designers e paisagistas da Casa Cor São Paulo 2016, Leo Romano assinou a Casa Braille na mostra, um projeto extremamente lúdico e sensorial.

_VIL1860_w

_VIL1822_w

A escolha dos painéis de alumínio microperfurados, da Hunter Douglas, foi o ponto de partida para o desenvolvimento conceitual e plástico do espaço. Esse material envelopou teto e paredes, inserindo os visitantes numa caixa.

_VIL1866_w

“A superfície recebe elementos tridimensionais, nos remetendo ao universo do braile. A significação tátil em pontos de relevo é própria do sistema de escrita e leitura desenvolvido para os cegos”, explica o arquiteto.

_VIL1847_w


Todos os elementos compositivos do espaço, como cores e textura, despertam intencionalmente o desejo do toque, aguçam os sentidos. Uma variação de tons de rosa veste móveis, tapetes, objetos, paredes e teto. Vale ressaltar que a maioria das peças foi desenhada por Leo especialmente para a mostra._VIL1854_w
O resultado é um lugar lúdico, autoral e autêntico. Leo brinca com elementos do cotidiano rearranjando-os num padrão próprio. Faz do conhecido o novo. Do comum, o surpreendente. “A ideia é celebrar a alegria, a poesia e a imaginação”, conclui.

_VIL1857_w