PARIS, PARIS!

É comum faltar palavras a quem volta de uma visita a Paris para descrevê-la. Já lhes adianto, qualquer expectativa positiva que possam ter sobre a Cidade Luz, será correspondida, ou superada já no primeiro encontro!

Paris boêmia, charmosa ou histórica! Paris dos apaixonados, dos sonhadores ou dos solitários. Refugio dos pintores, escritores e poetas do mundo todo! Paris berço da moda, das idéias e das revoluções! Mas não se enganem! Nem só de passado vive a capital dos franceses! Paris é viva, moderna e provocante!

Uma vida inteira não seria suficiente para explorar todo o charme e mistério de Paris, mas se você nunca foi a Paris, separamos aqui um roteiro das 10 atrações imperdíveis para uma primeira visita. Sim, você vai querer voltar! Pois esse é um daqueles lugares, que precisamos visitar mais de uma vez, em momentos diferentes da vida. Mas isso é assunto para uma próxima matéria!

À bientôt!

1 TORRE EIFFEL

A Dama de Ferro, como é carinhosamente chamada pelos franceses, é o monumento mais emblemático da cidade, pode ser vista de vários pontos de Paris, principalmente a noite, quando suas 20 mil luzes brilham de hora em hora por 10 minutos. Ainda assim, vale conferir de pertinho essa construção de Gustave Eiffel, para a Exposição Universal de 1889, em homenagem aos 100 anos da Revolução Francesa. Um fato interessante, é que a estrutura toda seria removida ao final dos seis meses da Exposição, mas agradou tantos aos franceses, que lá ficou! Imagina?

Nossa dica: comece o passeio pelo Trocadéro (tire muitas fotos!), percorra sem pressa o Champs de Mars, até chegar aos pés da Torre. Acredite, ela impressiona até os mais blasés com sua majestuosidade. Seus elevadores vintage transportam os visitantes aos seus três andares, onde encontramos lojas de souvenirs, espaço para exposições e o restaurante Jules Vernes. Se a fila para os elevadores estiver muito grande, é possível chegar até o segundo andar da torre pelas escadas.

2 NOTRE DAME DE PARIS

Um dos símbolos mais antigos da cidade, a Catedral de Notre Dame começou a ser construída em 1163 e foi finalizada em 1345, em frente a ela, se encontra o marco zero de Paris. Considerada um dos mais belos monumentos da arquitetura gótica francesa, ela impressiona por suas dimensões e riqueza de detalhes em baixo relevo. Dê uma volta por fora da Catedral, conhecendo assim os jardins ao fundo, visite todo o interior, e suba os 387 degraus que levam até as torres da igreja.

3 O MUSEU DO LOUVRE

O museu de arte mais visitado do mundo se encontra no coração de Paris. O Louvre, além de abrigar as mais valiosas obras de arte do mundo, é em si um espetáculo a parte. O antigo Palais Royal, que abriga o museu, foi morada dos Reis da França por séculos, até a construção de Versailles, pelo rei Louis XIV.


4 ARCO DO TRIUNFO E AVENIDA CHAMPS-ELYSÉES

A avenida Champs-Elysées, é talvez a avenida mais bonita do mundo, mas certamente é a mais famosa. Ela une a Place de la Concorde ao Arco do Triunfo. Mas a perspectiva perfeita não pára aí. A avenida faz parte o grande eixo histórico de Paris, ou via real, que é uma linha reta (de aproximadamente 7 km) que une o Louvre o Grande Arco do La Défense, passando pelos jardins des Tuileries, pela Place de la Concorde, com seu gigante obelisco, pela Avenida Champs Elysées e pelo Arco do Triunfo. Aconselho, caso o tempo esteja favorável, a começar o passeio pela Place de la Concorde, e subir toda a avenida a pé. A avenida é toda interessante, mas vale observar bem a esquerda, você passará em frente ao Petit Palais. Falaremos dele na nossa próxima matéria.


5 MONTMARTRE E O SACRE-COEUR

De quase toda Paris é possível ver a Colina de Montmartre e a belíssima Basílica Sacre-coeur. Este bairro peculiar, foi o lugar mais importante da vida artística de Paris e famoso também pelos bordeis e cabarets, como o Moulin Rouge. Serviu de morada aos maiores artistas e boêmios do século 19. Um bairro que respira liberdade, foi cenário perfeito para o  filme O fabuloso destino de Amélie Poulain, se você é um fã do filme, pode tomar um café no Café des Deux Moulins, o mesmo em que a personagem trabalhava, fica no 15, Rue Lepic. Nossa dica, compre gravuras para sua casa na Place du Tertre, e aguarde o por do sol nas escadarias da Basília, a vista da cidade é coisa de cinema!

6 LES INVALIDES

Mais famoso que Napoleão Bonaparte, somente seu Ego mesmo! Este antigo hospital de guerra, hoje  museu dedicado ao imperador francês, e a seus veteranos, abriga um acervo rico e muito interessante, tanto nos detalhes, quanto na imponência. Um exemplo, o mausoléu que abriga os restos mortais do imperador nada normal. Bem à la Napoleão.  Nossa dica, dar um pulinho no Museu Rodin, que fica bem ali do lado.

7 BATEAUX MOUCHE e as margens do Rio Sena

Tão francês quanto os croissants, são os bateau-mouches! Essas embarcações tradicionais de Paris percorrem o Rio Sena, permitindo um ponto de vista todo diferente, da Torre, do Louvre, de Notre Dame e de vários outros monumentos de Paris, principalmente das pontes! A maioria das operadoras fazem passeios de uma hora com saídas frequentes. Fazer o passeio a noite é tão proveitoso quanto à luz do dia. Tanto as margens do rio Sena quanto as atrações são muito bem iluminadas. É possível também, aproveitar o passeio em embarcações que possuem restaurantes,  e apreciar um bom vinho sobre as águas calmas do Sena.

8 CENTRO GEORGES POMPIDOU

Essa é a Paris viva e moderna! O Centro Georges Pompidou abriga todas as formas de expressão de arte. Espetáculos, shows, exposições, cinemas e saraus. Um museu bastante dinâmico que vale a visita! A própria estrutura já é um espetáculo. Obra dos arquitetos Richard Rogers e Renzo Piano,  o projeto, extremamente arrojado, é considerado um marco do início da pós-modernidade nas artes.

Confira a programação das exposições itinerantes aqui: www.centrepompidou.fr

9 VERSAILLES

O Palácio do Rei Sol! Luxo, beleza e ostentação, é o que se vê em cada detalhe. O ponto alto da visita do castelo é a Gellerie des Glaces, projeto revolucionário de iluminação, para os castelos medievais da época. Além do impressionante monumento, essa visita marca pelo aprendizado sobre os hábitos, talvez absurdos, da nobreza e o egocentrismo absoluto do Rei. Não dispense o áudio-guia (em português) e não deixe de visitar os jardins! Um espetáculo de paisagismo!

Reserve um dia inteiro, saia cedo, e vá de trem!

10 Museu d’Orsay

A Antiga estação ferroviária Gare D’Orsay, transformada hoje em museu, guarda uma rica coleção dedicada às obras impressionistas e pós-impressionistas, tais como Monet, Manet, Degas, Renoir, Cézanne, Seurat, Sisley Gauguin e Van Gogh.

Nossa dica: O café do museu! Mais uma vez, encontramos um desafio constante da cidade. Integrar ambientes clássicos da arquitetura parisiense à ambientes contemporâneos, e que os dois conversem! Esse desafio foi dado, no Museu D’Orsay, aos nossos irmãos Campana, que criaram Le Café Campana, simplesmente imperdível!